01/06/2018

Características do Leite Materno

Além das inúmeras vantagens para o bebê, a mãe, o meio ambiente e a economia mundial, o leite materno é adequado a todas as necessidades do bebê, devendo ser iniciada logo após o nascimento (primeira hora pós-parto).

A composição do leite materno varia de acordo com a fase da lactação, a hora do dia, tempo de mamada, nutrição materna e variação individual.

As etapas da produção do leite materno são denominadas de: colostro, leite de transição e leite maduro.

Tipos de Leite Materno

Colostro – Leite de Transição – Leite Maduro

  • Colostro: primeiro leite obtido pelo bebê. É rico em vitaminas e sais minerais. Possui anticorpos, promovendo proteção contra bactérias e vírus presentes no canal do nascimento e contra outros contatos humanos.
  • Leite de transição: fase da produção do leite de transição é de aproximadamente 7 a 10 dias pós-parto. Inclui altos níveis de gordura, lactose e vitaminas. Possui cor amarelada e apresenta mais calorias do que o colostro.
  • Leite maduro: produzido cerca de 2 semanas após o parto. Existe duas fase do leite maduro:
    • Leite anterior: encontrado no início da mamada rico em água, vitaminas e proteínas
    • Leite posterior: leite encontrado após a liberação do leite anterior, com maior nível de gordura, sendo essencial para saciedade do bebê e ganho de peso.

Todas estas etapas da produção do leite materno possuem seus benefícios e características.

Portanto, esta variação é normal e reforça que não existe leite fraco.

O leite materno produzido pela mãe é específico para as necessidades do seu bebê e o melhor alimento que ela pode oferecer.

Dra. Patrícia de O. Furukawa
Enfermeira – COREN/PR: 118748

Joeci Coelho
Enfermeira – COREN/PR: 80226

POR Patrícia Furukawa Enfermagem
COREN: 118748
Compartilhar